Atividades p/ realizar no Outono

O Outono é a estação do ano que sucede o verão e antecede o inverno. É caracterizado por uma diminuição na temperatura, por folhas amarelas e a queda das folhas das árvores. As ruas vestem-se de cores laranjas e castanhas que tanto são características nesta época.

Traz consigo frio e chuva e os vendedores de castanha que se espalham pelas cidades portuguesas.

Tem início no dia 23 de Setembro.

Com isto partilho convosco algumas ideias que encontrei em vários sites de atividades a realizar nesta estação:

Esta é uma excelente estação para utilizar os recursos naturais (como folhas, pedras e outros) em atividades.

Partilho também convosco uma atividade para Download (autore identificado no pdf):

Saudações Psicomotricitárias!

Até breve!

Visita também o InstagramYoutube ou Facebook para não perderes nenhuma novidade!

Anúncios

Turbilhão de Emoções (TE)

Reconhecer as emoções é importante também por proporcionar o desenvolvimento da “empatia” nas crianças, que é, em linhas gerais, a capacidade de compreender e se colocar no lugar do outro. Quando a criança aprende a nomear e a reconhecer as emoções, sabe identifica-las não somente em si, mas também nos outros. Este é o primeiro passo então para desenvolver as habilidades emocionais e a empatia.

Trabalhar as emoções desde cedo é fundamental. É o reconhecimento das emoções que irá nos auxiliar a compreendê-las, lidar melhor com as situações e o com aquilo que sentimos, solucionar conflitos com mais facilidade e com menos sofrimento. É o início do processo de inteligência emocional, que favorece também o aprendizado.

Hoje partilho convosco um “kit” para trabalhar as emoções, um produtinho do doses de psicomotricidade , para um regresso às aulas em grande!

Um kit de 3 atividades trabalhar as emoções. Objetiva trabalhar as capacidades emocionais dos mais pequenos.

Objetivos: Estimulação cognitiva. Autonomia, atenção, concentração, empatia e emoções.

População (sugerida): Crianças (com ou sem patologias).

Aplicação Individual.

Inclui:

  • 2 Roletas das Emoções + cartões da atividade,
  • 1 Dominó de Emoções,
  • 7 Fichas de atividades: Identificar Emoções + Soluções

+ Sugestões

Este produto é um download em PDF, não é um produto físico.

Preço: 3 €

Para adquirir este produtinho, entre em contacto com o Doses de Psicomotricidade no facebook ou instagram indicando interesse !

Facebook: https://www.facebook.com/dosesdepsicomotricidade

Instagram: @dosesdepsicomotricidade

Saudações Psicomotricitárias!

Até breve!

5 Atividades com um baralho de cartas

Allo Saudações Psicomotricitárias,

Sabias que? O baralho de cartas foi introduzido na Europa durante o século XIV. E a partir do século XV, o desenvolvimento dos processos de impressão e de fabricação de papel propiciou a popularização do baralho em vários países.

Em meados do século XV surgiu em Portugal um tipo de baralho, cuja origem se desconhece e cujo desenho passou a ser conhecido por baralho português. Este baralho difundiu-se pelo Oriente, levado pelos navios portugueses, sendo mais tarde imitado e adaptado à sua própria cultura, por japoneses, indonésios e indianos. O padrão português acabou por se extinguir em finais do século XIX, em detrimento do padrão francês, universalmente aceito na atualidade.

Apesar desta existência antiga, as cartas do baralho português só foram fabricadas em Portugal a partir de 1769.

Há quem acredite que o baralho foi inventado pelo  pintor francês  Jacquemin Gringonneur , sob encomenda do rei Carlos VI de França. Gringonneur desenvolveu as cartas do jogo de forma que representassem a divisão da sociedade francesa através de seus naipes, sendo: Copas o cleroespadas a nobrezapaus os camponesesouros a burguesia.

Mais tarde, atribuíram-se significados específicos às cartas com figuras, representando personalidades históricas e bíblicas. São elas:

A carta que tem a frente com maior liberdade de criação é  curinga ou joker, que representaria os palhaços nos castelos medievais.

Hoje partilho convosco 5 simples atividades de realizar com um baralho de cartas!

Atividades com Cartas

Faz Download da Folha Pontilhada:

Outras atividades realizadas com diferentes baralhos de cartas:

Que jogos costumas tu realizar?

Saudações Psicomotricitárias!

Até breve!

Visita também o Instagram, Youtube ou Facebook para não perderes nenhuma novidade!

Brincar é importante?

” Brincar é a forma mais sublime de descobrir.”

Albert Einstein

Atualmente é inegável a importância do brincar no desenvolvimento global da criança . Cada vez mais as crianças ocupam os seus dias com tecnologias, trabalhos de casa ou atividades extra-curriculares que os impedem de ter tempo livre para brincar. Os pais preocupam-se que os filhos estudem e tenham boas notas, desvalorizando a importância de brincar. Mas será que as crianças deveriam ter tempo reservado para brincar?
Brincar não é apenas uma forma divertida de passar o dia, desempenha um papel importante em várias áreas como na socialização, cooperação, trabalho de equipa, autoconhecimento, auto-estima e autocontrolo, atenção, raciocínio, resiliência, saúde emocional, criatividade e imaginação, limites e regras. Sendo deste modo um método fundamental no desenvolvimento da motricidade, afetividade e cognição. A brincadeira pode ter várias faces, sendo através da brincadeira e de atividades lúdicas , como os jogos, que a criança atua nas diferentes situações, elaborando conhecimentos, significados e sentimentos.  Brincar não significa apenas ocupar os tempos livres, mas permite criar contato com o mundo físico e social.   Deste modo os benefícios são inúmeros e como tal é muito importante que a criança durante o seu dia tenha tempo reservado para a brincadeira.

O papel dos adultos no brincar?

Os adultos apresentam extrema importância no brincar, pois cabe a estes estimularem a imaginação das crianças e estabelecer regras e limites. Os adultos devem participar nas brincadeiras com a criança, pois é uma maneira eficaz e única de reforçar laços afetivos.

É importante referir que o Brincar é essencial na formação e desenvolvimento do ser humano, uma vez que permite aprendizagens em vários níveis bem como potencializa as relações sociais.

A Psicomotricidade e o Brincar?
A Psicomotricidade utiliza atividades lúdicas de modo a que a criança crie o seu próprio processo de aprendizagem . Utiliza o jogo e o brincar como meio de trabalho para potencializar as competências da criança de forma divertida e específica, criando um ambiente securizante e motivador para a aprendizagem.

Brincar é coisa séria porque é a brincar que se aprende!

Qual a Importância de Brincar?

Comenta se achas que brincar é importante?

Se ainda não conheces as nossas redes sociais visita nos links abaixo:

Saudações Psicomotricitárias !

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é cropped-logo-final-4.png

Benefícios de brincar na areia

Todas as atividades ao ar livre são importantíssimas para a criança. Brincar na área é igualmente importante pois estimula os sentidos, através das sensações causadas pela areia. Desta forma o tato (sentir texturas e temperatura), a visão (ver diferentes cores e formas), o olfato (distinguir diferentes cheiros), e a audição (ouvir os outros), são estimulados tornando assim a areia um excelente aliado para a estimulação sensorial.

O estímulo do tato tem implicações positivas no crescimento e desenvolvimento quer na coordenação motora fina como global. A motricidade fina é desenvolvida, por exemplo, através do toque e das tentativas de apanhar os pequenos grãos de areia. Já a global é trabalhada através do movimento e de atividades como correr, saltar ou rebolar.

Brincar na areia pode também influenciar positivamente no processo de aprendizagem e aquisição de conceitos opostos, como “cheio” e “vazio”; “leve” e “pesado”; “seco” e “molhado”; “quente” e “frio”; entre outros, sobretudo quando lhe propomos atividades com formas, baldes e pás.

Esta atividade ao ar livre desenvolve também a criatividade, socialização e pode também ser benéfico para as crianças mais agitadas, dado que ao contato com a areia pode ter um efeito tranquilizador , e ajudar a criança a concentrar-se, a acalmar-se e a partilhar. Torna também as crianças mais resistentes a alergias e doenças, uma vez que o contato direto com a natureza estimula o seu sistema imunitário.

Alguns benefícios de brincar com areia:

  • Relaxamento;
  • Desenvolver criatividade;
  • Potencializa motricidade fina;
  • Estimular memória;
  • Estimulação sensorial;
  • Promover raciocínio lógico-prático;
  • Promover Socialização;
  • Entre outros.

Ideias de Atividades para realizar na praia:

  • Fazer castelo na areia;
  • Fazer figuras de areia;
  • Escrever nome na areia;
  • Correr na areia;
  • Jogar futebol/voleibol na praia;
  • Esconder/Encontrar elementos na areia;
  • Procurar conchas;
  • Fazer um relógio de sol;
  • Jogo do galo na areia;
  • Acertar no Alvo;
  • Fazer um buraco na areia e meter corpo nele, deixando apenas a cabeça de fora.

Ideias de Atividades para realizar em casa com areia:

  • Escrever nome em caixa de areia;
  • Realizar contagens em caixa de areia;
  • Colocar areia na piscina insuflável e enterrar tesouros nela para as crianças fazerem uma caça ao tesouro.

Brincar com o seu filho na areia e aproveitar o verão em família, para além de contribuir para o desenvolvimento do seu filho estará também a criar memórias que ele guardará para sempre.

E vocês costumam realizar atividades na areia?

Saudações Psicomotricitárias!